Posts tagged Mossoró

Hospital da Mulher em Mossoró é evacuado após explosão na tubulação de oxigênio

Deu no Jornal De Fato – Transformador da rede elétrica teria explodido por volta das 21h30 desta quinta-feira, 5, e atingido tubos de exigência da UTI neonatal do Hospital da Mulher, em Mossoró, ocasionando uma explosão Esta informação é da enfermeira Patrícis Helena, que estava na unidade.

O diretor Inavan Lopes, no entanto, destaca que ainda é muito cedo para se concluir que foi um transformador da rede elétrica externa que ocasionou o problema na tubulação de oxigência do hospital. Pede para aguardar o resultado da perícia que será feira no local.

Segundo a enfermeira Patrícis Helena e o diretor Inavan Lopes, os bebês que estavam na UTI neonatal (para crianças com até 30 dias de vida) e suas respectivas mães, assim como na Unidade de Intermediária no momento da explosão não foram atingidos. Estão todos bem, precisando apenas tranquilizar os pais e amigos.

A princípipo três crianças, que estão em situação de saúde mais crítica, e suas respectivas mães foram transferidas pelo SAMU para a UTI pediátrica do Hospital Wilson Rosado. Outros nove bebês e suas respectivas mães foram levados para a Casa de Saúde Dix Sept Rosado. “Preparamos toda a estrutura necessária para receber os bebês”, diz o diretor André Neo, da CSDR.

Saiba mais aqui



Lideranças de Mossoró apontam Francielle como a representante da juventude

A candidata, Francielle Lopes, esteve em Mossoró, onde recebeu apoios

A candidata a deputada estadual Francielle Lopes se reuniu, neste sábado (02), com representantes da área do direito, da cultura, do esporte e da educação, no município de Mossoró.

O encontro foi organizado pelo advogado Darwin Salles, que reuniu os amigos para formar um grupo de apoio para a candidatura de Francielle em terras mossoroenses.

Segundo ele, o Rio Grande do Norte precisa de novas lideranças que tenham idealismo e busquem melhorias para a sociedade e, no seu entendimento, Francielle tem essa disposição. “Ela é jovem, tem boas ideias e pode representar, muito bem, a juventude”, afirmou.

Francielle falou sobre o contexto em que se inseriu na política partidária a partir da campanha política de 2012, quando disputou a prefeitura de Caicó. “Ouvimos a comunidade e tivemos uma resposta muito positiva. Agora, entramos numa disputa estadual, com reais chances de vitória”, ressaltou.

Na reunião, também ficou acordado que será agendado um encontro ampliado, em Mossoró, onde Francielle vai apresentar suas propostas no intuito de multiplicar o seu grupo de apoio naquela região.



Carro roubado em Caicó é encontrado em Mossoró

Carro teria sido roubado em Caicó (FOTO: O Camera)

Marcelino Neto informa no seu Blog (O Camera), que policiais da Força Tática recuperaram na tarde desta sexta feira, (01), de agosto, um veículo Pólo, de placas NOC-8814/RN, roubado em Caicó/RN.

O carro foi roubado no dia 31 de Julho, passado, possivelmente por adolescentes que fugiram do Centro Educacional para Adolescentes Infratores (Ceduc) de Caicó.

O veiculo foi encontrado abandonado com a chave na ignição na Avenida Rio Branco, ao lado do Teatro Municipal Dix-Huit Rosado, e de acordo com populares, ele foi estacionado ali e retornaram para buscá-lo.

O veiculo foi conduzido até a delegacia e entregue ao Delegado de plantão.



Estádio “Nogueirão” de Mossoró poderá ser levado a leilão pela Justiça do Trabalho

Estádio Nogueirão está penhorado desde 2013

Uma dívida de R$ 172.841,62 da Liga Desportiva de Mossoró (LDM) com a Justiça do Trabalho pode levar a leilão o estádio Leonardo Nogueira, que está penhorado desde setembro de 2011.

A origem dessa dívida é uma ação que tramita na 3ª Vara do Trabalho de Mossoró, desde 2010, e que tem como reclamante um ex-funcionário da LDM. Nela, o empregado pleiteia a assinatura de sua Carteira de Trabalho e o pagamento de algumas verbas rescisórias que não foram quitadas quando de sua demissão, horas extras, domingos trabalhados em dobro, insalubridade e 1/3 de férias.

A Liga recorreu da penhora com um embargo e um agravo, mas o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) negou os recursos.

Com a negativa do tribunal, o processo retornou à 3ª Vara de Mossoró e, diante da falta de pagamento da dívida por parte da Liga, o juiz titular Décio Teixeira de Carvalho Júnior determinou que o estádio fosse leiloado. Antes disso, porém, o estádio passará por uma nova avaliação para que o seu valor seja atualizado.

A dívida da Liga nesse processo já foi bem maior, mas do ano passado para cá, já foram abatidos R$ 63.645,06 em penhoras das rendas dos jogos disputados no Nogueirão.

Do valor atual da dívida, o reclamante tem direito a R$ 112.052,56. A Previdência Social ficará com R$ 57.516,02 e serão descontados mais R$ 3.273,04 ) de custas processuais.

Para agravar ainda mais a situação da Liga Desportiva de Mossoró, o mesmo reclamante desse processo tem outra ação trabalhista tramitando na mesma Vara contra ela.

O processo já está em fase de execução e o valor dessa segunda ação chega aos R$ 40 mil.

Fonte: Ascom – TRT/21ª Região



Polícia Civil de Mossoró trabalhará para identificar autoria de vídeo que ameaça ‘bandidagem’

Do Jornal De Fato – A Polícia Civil de Mossoró diz que trabalhará para tentar identificar a autoria de um vídeo (clique aqui) recentemente compartilhado nas redes sociais de usuários residentes na cidade que mostra um homem ameaçando a “bandidagem” do município.

Segundo o delegado regional da “Capital do Oeste”, Dennys Carvalho, a finalidade agora é tentar descobrir de onde teria partido o vídeo, ao tentar identificar a origem da divulgação do material.

De acordo com o delegado, o caso pode se caracterizar como apologia ao crime que, conforme artigo 287 do Código Penal Brasileiro, significa fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime. O ato pode resultar em pena de detenção, de três â seis meses, ou multa.

Dennys disse que assistiu o vídeo e que as armas exibidas pela pessoa que aparecem nas imagens são de uso restrito de forças de segurança, como a polícia. Ele lembrou que ainda não dá para saber se o material foi produzido localmente ou se é até de outro estado.

No vídeo, com duração de 1 minuto e 46 segundos, uma pessoa, aparentando ser um homem, completamente encapuzado e todo vestido de preto, aparece com uma metralhadora em uma mão e uma pistola em outra.

No material, o autor ameaça acabar com a bandidagem que anda praticando assaltos em motos de pequeno porte em Mossoró. Além de dizer que o “bicho vai pegar para uns ladrões safados”.

O comando da Polícia Militar de Mossoró disse que só iria se posicionar sobre o caso após avaliação do vídeo por parte do comando geral da PM do estado.



Relatório da OAB aponta problemas graves no Itep de Mossoró

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseccional Mossoró, concluiu o relatório da visita realizada à subcoordenadoria de Mossoró do Instituto Técnico Científico de Polícia (ITEP), órgão responsável pela análise e produção de provas necessárias à investigação criminal. A estrutura é extremamente precária, tanto na parte física, quanto no aspecto humano. Os servidores trabalham em condições desumanas, colocando em risco à sua integridade física. A falta de segurança do prédio, que recebe presos diariamente, armazena armas e laudos, foi um dos graves problemas detectados pela Comissão de Direitos Humanos (CDH) da OAB/Mossoró.

O relatório foi produzido pela CDH a partir da visita realizada em 1º de abril deste ano, pelos advogados Osivaldo de Sá Leitão (presidente da comissão), Catarina Cordeiro Lima Vitorino (vice-presidente), Alda Batista de Morais (membro) e Elissandra Vanessa da C. Rodrigues (membro). Os integrantes da Comissão de Direitos Humanos conversaram com servidores e conheceram todas as instalações do Itep de Mossoró, que atende a outras 66 cidades do interior do Rio Grande do Norte. A demanda de atribuições e o pequeno número de servidores acaba inviabilizando a prestação de um serviço adequado, conforme o que foi verificado pelos advogados.

“O ITEP Mossoró possui instalações notoriamente precárias. O prédio em que o órgão se encontra não possui as condições físicas mínimas necessárias para o bom funcionamento dos serviços prestados. Verifica-se de imediato a incompatibilidade entre a quantidade de serviços essenciais do órgão e a incapacidade das dependências do atual prédio em suportá-los”, destaca a CDH, por meio do relatório que foi entregue ao presidente da OAB/Mossoró, Aldo Fernandes de Sousa Neto. O documento será encaminhado à OAB/RN, para que sejam adotadas as medidas cabíveis, forçando o Governo do Estado a promover melhorias imediatas no Itep local.

INSEGURANÇA

Uma das maiores preocupações da OAB/Mossoró, além dos problemas estruturais, do tratamento desumano que é dado aos servidores e usuários do Itep, é a falta de segurança do prédio, a precariedade dos veículos e equipamentos que são utilizados pelos profissionais que atuam na Polícia Técnica do RN. “Os muros do prédio, bem como suas portas de entrada e saídas, e janelas, não correspondem aos mínimos cuidados de segurança que deveriam existir, tendo em vista que no local se encontram armazenados: armas, drogas e vários outros tipos de materiais e objetos, apreendidos diariamente para exames e análises técnicas”, revela o relatório da OAB.

FALTA O MÍNIMO

Todo o material de trabalho é reduzido, dependendo sempre do Itep de Natal. “Falta de tudo, incluindo o café e o açúcar, que são doados pelos próprios funcionários e proprietários de funerárias”, revela o relatório da CDH, que faz graves denúncias: “Equipamentos novos estão encaixotados, pois não há pessoal capacitado, como é o caso do aparelho de balística e o aparelho de raios-X (guardado no prédio dos bombeiros), as geladeiras sempre no conserto. Os corpos são suturados com agulhas confeccionadas de raio de bicicleta, quando deveria ser um costótomo (instrumento utilizado na inspeção das cavidades do tronco), utiliza-se uma tesoura de poldar plantas, além de outros materiais que põem em risco a vida dos que as manuseiam”.



PM prende em Mossoró, um dos homens mais procurados na região Nordeste

O Jornal De Fato está informando que a Policia Militar prende na tarde deste domingo, 29, em Mossoró, um dos homens mais procurados na região Nordeste por envolvimento em assalto e principalmente crimes de homicídios por encomenda (pistolagem).

José Delano Ferreira Diógenes, o Delaninho, foi preso em Mossoró

Trata-se do cearense Francisco José Delano Ferreira Diógenes, o Delaninho, que entre outros crimes, é apontado como o autor da morte de Sebastião Jácome de Oliveira, o Jogo de Tião, a época com 46 anos, no município de Alexandria, no Rio Grande do Norte.

Jogo estava ordenhando as vacas em sua propriedade quando foi surpreendido por Delano e outro pistoleiro conhecido por José Nilson da Silva no dia 20 de janeiro de 2000. Após a execução, os dois foram presos pela Policia, numa perseguição na região do Alto Oeste do Rio Grande do Norte e sertão paraibano.

Após algum tempo preso, Delano conseguiu fugir da Penitenciária Agrícola Mário Negócio. Foi preso novamente com uma numerosa quadrilha no Estado do Tocantiins. Tinha várias armas. Conseguiu fugir de novo e voltou a ser preso novamente, desta vez pela Policia Federal, no Ceará.

Não se sabe se conseguiu liberdade via judicial ou teria fugido novamente. O fato é que estava com mandato de prisão em aberto e hoje foi localizado e preso pela Policia Militar de Mossoró quando assistia um jogo da Copa do Mundo no West Shopping, em Mossoró.



Nota de repúdio do vereador Júnior Grafith a Câmara Municipal de Mossoró

GOSTARIA DE APROVEITAR ESTE MOMENTO PARA DEFENDER O ARTISTA POTIGUAR QUE TANTO LUTA PARA CONSEGUIR SEU ESPAÇO NO CENÁRIO MUSICAL LOCAL E AO MESMO TEMPO MOSTRAR MINHA INDIGNAÇÃO CONTRA A CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ POR SE COLOCAR CONTRA ESSES MESMOS PROFISSIONAIS COM UMA PROPOSTA PARA ACABAR COM A APRESENTAÇÃO DESSES ARTISTAS NA CIDADE.

REPERCUTIU NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO DA REGIÃO OESTE QUE BANDAS POTIGUARES SERIAM RESPONSÁVEIS PELO CRESCIMENTO DA CRIMINALIDADE NA CIDADE DE MOSSORÓ. DESTE MODO ISENTANDO A GESTÃO DA CIDADE DE SUAS RESPONSABILIDADES DE MANTER A SEGURANÇA NA CIDADE.

UMA DESSAS BANDAS CITADAS SERIA A BANDA GRAFITH DA QUAL FAÇO PARTE E POR ISSO MESMO ME SINTO NA OBRIGAÇÃO DE FAZER UMA DEFESA PÚBLICA NÃO SOMENTE DA BANDA, MAS DE TODO ARTISTA POTIGUAR QUE PARTICIPOU DO EVENTO MOSSORÓ CIDADE JUNINA.

MAS A IMAGEM DA BANDA GRAFITH FOI INCLUSIVE A MAIS PREJUDICADA PELA POSIÇÃO DE ALGUNS VEREADORES DA CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ QUE COGITOU INCLUSIVE BARRAR A BANDA NA CIDADE. O MOTIVO SERIA QUE A BANDA SERIA RESPONSÁVEL INCITAR A VIOLÊNCIA DURANTE SEUS SHOWS E POR ISSO SERIA RESPONSÁVEL PELAS OCORRÊNCIAS CRIMINAIS NA CIDADE.

SEGUNDO DADOS OFICIAIS, EM MOSSORÓ, ATÉ A DATA DO SHOW DA BANDA GRAFITH, JÁ TERIAM OCORRIDOS QUASE NOVENTA HOMICÍDIOS. A PERGUNTA QUE FICA: SERIA A BANDA GRAFITH A RESPONSÁVEL POR ESSES HOMICÍDIOS MESMO SEM TER SE APRESENTADO NA CIDADE?

LOGO PERCEBEMOS QUE A QUESTÃO É MAIS PROFUNDA. ISSO É QUESTÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E PASSAR A RESPONSABILIDADE PARA OUTROS ATORES.

VALE RESSALTAR QUE A BANDA GRAFITH UMA DAS MAIS CONHECIDAS E QUE LEVA MILHARES PESSOAS TODOS OS ANOS EM MACAU NUNCA PASSOU POR TAL SITUAÇÃO, POIS TODAS AS VEZES QUE SE APRESENTOU NA CIDADE O ÍNDICE DE CRIMINALIDADE NÃO AUMENTOU COM A PRESENÇA DA BANDA.

A BANDA GRAFITH DESDE SUA FUNDAÇÃO SEMPRE TRABALHOU PARA QUE SEU TRABALHO FOSSE RECONHECIDO DE FORMA HONESTA. A BANDA JAMAIS FEZ QUALQUER APOLOGIA À VIOLÊNCIA OU AO USO DE DROGAS.

QUEM CONHECE OS INTEGRANTES DA BANDA SABE QUE EXISTE INCLUSIVE UMA POLÍTICA DE RESTRIÇÃO AO USO DE BEBIDAS E DROGAS EM AMBIENTE DE TRABALHO JUSTAMENTE PARA NÃO MANCHAR A IMAGEM DOS ARTISTAS.

EU SOU UM DOS DEFENSORES DA CULTURA. FAÇO PARTE DA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO E BUSCO TODOS OS DIAS VALORIZAR OS ARTISTAS DA NOSSA TERRA. SEI COMO É DIFÍCIL PARA NOSSOS ARTISTAS CONSEGUIREM UM ESPAÇO MUITAS VEZES ESCASSO.

E PARA FINALIZAR RELEMBRO O POSICIONAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ DE DISCRIMINAR OS ARTISTAS POTIGUARES PROIBINDO-OS DE SE APRESENTAREM NA CIDADE.

DEVO LEMBRAR QUE ESSA PROIBIÇÃO É INCONSTITUCIONAL, POIS FERE O ARTIGO 5º, INCISO 9º QUE DIZ “ É LIVRE A EXPRESSÃO DA ATIVIDADE INTELECTUAL, ARTISTICA, CIENTÍFICA E DE COMUNICAÇÃO , INDEPENDENTE DE CENSURA OU LICENÇA”.

E É ISSO QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE MOSSORÓ QUER FAZER COM OS NOSSOS ARTISTAS POTIGUARES. QUER RESTRINGIR UM DIREITO GARANTIDO COM MUITO SUOR E TRABALHO.



Juízes de Mossoró, proibiram venda de bebida alcoólica deste a meia noite deste domingo, (04)

Está em vigor desde à 00hs deste domingo, (04), na cidade de Mossoró/RN, a lei que proíbe a venda de bebida alcoólica em bares, restaurantes e similares, por causa das eleições complementares.

A previsão é que a proibição se acabe às 18hs, deste domingo, (04).

A determinação é dos juízes eleitorais de Mossoró, José Herval Sampaio Junior e Ana Clarissa Arruda.

Os juízes aproveitam o contato para alertar que a fiscalização será rígida.



Três cidades terão novas eleições neste domingo

No Rio Grande do Norte, duas cidades terão eleições

Agência Brasil – Três municípios farão novas eleições para prefeito e vice-prefeito neste domingo (4) – Cabeceiras, em Goiás, Mossoró e Francisco Dantas, no Rio Grande do Norte. Os eleitores dessas cidades voltarão às urnas devido à cassação dos mandatos dos candidatos que venceram as eleições em 2012, anuladas pela Justiça. O período de votação é das 8h às 17h.

De acordo com resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as eleições devem ser marcadas sempre para o primeiro domingo de cada mês pelos tribunais regionais eleitorais (TREs). Os prefeitos e vice-prefeitos das três cidades foram considerados culpados pela compra de votos.

Em Cabeceiras, que conta com cerca de 6 mil eleitores, no leste de Goiás, divisa com Minas Gerais, o prefeito e o vice-prefeito eleitos em 2012, Nadir de Paiva e Bim de Oemis, foram considerados inelegíveis por oito anos pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado. Concorrerão no pleito de amanhã os candidatos Antônio Cardoso da Silva (PSL), Joaquim Machado Sobrinho (PP), Everton Francisco de Matos (PSL) e Wanderson Gonçalves de Melo (PP).

Em Mossoró, a maior das três cidades, com 167.246 eleitores, a prefeita Claudia Regina e seu vice, Wellington Carvalho, também foram declarados inelegíveis por oito anos por abuso de poder político e econômico e conduta vedada a agente público, além de compra de votos. Concorrem à prefeitura nas novas eleições Francisco José Lima Silveira Júnior (PSD), Gutemberg Henrique Dias (PCdoB), Josué de Oliveira Moreira (PSDC) e Raimundo Nonato Sobrinho (PSOL).

Na cidade de Francisco Dantas, a menor das três, com 2.356 eleitores, foi decretada a inelegibilidade do prefeito Gilson Dias e do vice, Ribeiro Alecrim. O TRE do Rio Grande do Norte deferiu apenas o registro do candidato Wandeilton Bezerra de Queiroz, da coligação Unidos por Francisco Dantas” (PMDB/PSD/PSB/PTB), para concorrer nas eleições deste domingo. A votação nas três localidades será das 8h às 17h.

Em 2014 foram marcadas 14 novas eleições, mas apenas quatro foram feitas, ficando 11 suspensas. No ano passado, dos 87 novos pleitos convocados, houve a eleição de um novo prefeito em 75 municípios, tendo sido suspensas as eleições em 12.



Portaria regula venda de bebidas alcoólicas em Mossoró/RN e Francisco Dantas/RN, neste domingo, (04)

A Portaria nº 119 / 2014 da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte, divulgada neste sábado, (03), no Diário Oficial do Estado, regula o consumo de bebida alcoólica e o uso da força policial durante o pleito eleitoral suplementar que acontece neste domingo, nas cidades de Mossoró e Francisco Dantas, ambas na região Oeste do Estado.

Está suspensa a venda e consumo de bebidas alcoólicas de qualquer espécie em locais públicos, bares, restaurantes e outros estabelecimentos afins, nas duas cidades, no período compreendido entre 6hs e 18hs, deste domingo. Salvo haja determinação judicial diferenciada nas comarcas locais.

As unidades operacionais das Polícias Militar e Civil, do Corpo de Bombeiros e do Instituto Técnico-Científico de Polícia devem funcionar em regime de plantão/prontidão, reforçando-se aquelas que alojem presos provisórios ou condenados.

Será intensificado o policiamento ostensivo nos locais de maior fluxo de eleitores, arregimentando um maior contingente em busca de atuação preventiva na forma proativa e repressiva somente quando a situação o exigir, visando combater o tráfico de entorpecentes, desarmamento em geral, os crimes eleitorais e outras providências operacionais que venham inibir e controlar a criminalidade.

Leia a portaria aqui



Três pessoas ficaram feridas em ataque à escola em Mossoró

Ataque em escola de Mossoró deixou pelo menos três pessoas feridas - (FOTO: Passando Na Hora)

Do Jornal De Fato – Um ataque criminoso ocorrido na tarde desta terça-feira (29) na Escola Estadual Maristela, no bairro Liberdade I, em Mossoró, deixou três pessoas baleadas. A ação resultou em um Policial Militar da reserva alvejado, uma suspervisora e uma aluna também atingida pelos tiros.

Segundo a PM, a ocorrência foi registrada por volta das 17h quando pelo menos duas pessoas teriam entrado no colégio e efetuado disparos de arma de fogo contra o cabo da reserva identificado como José Nicodemos de Oliveira, que atuava na guarda patrimonial da escola.

Além dele, uma supervisora, identificada apenas como Aretuza, e uma aluna da escola também foram atingidas pelos tiros. Após o ataque, os autores dos disparos fugiram do local.

Os três baleados foram socorridos para o Hospital Regional Tarcísio Maia. O estado de saúde deles não foi informado de forma oficial. Mas, informações preliminares dão conta de que a situação do PM seria a mais delicada.

Nem a polícia e nem a direção da escola soube apontar o que teria motivado o ataque. A PM iniciou diligências na buscas aos suspeitos e Polícia Civil esteve no local levantando as primeiras informações acerca do ocorrido.



MP ajuíza ação de improbidade contra Governadora, ex-Secretário de Saúde e mais 15 por ilegalidades no Hospital da Mulher em Mossoró

O Ministério Público do Rio Grande do Norte, através do Procurador-Geral de Justiça Rinaldo Reis Lima, ajuizou ação civil pública por ato de improbidade administrativa na Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal contra a Governadora Rosalba Ciarlini, o ex-Secretário Estadual de Saúde Domício Arruda, o Procurador do Município de Natal Alexandre Magno Alves de Souza e outras 14 pessoas, além da Associação Marca e outras oito empresas devido a ilegalidades na prestação do serviço de gerenciamento do Hospital da Mulher, em Mossoró.

As provas colhidas revelam que a contratação da Associação Marca pelo Estado, mediante dispensa de licitação, sob justificativa de situação emergencial, foi direcionada pela Governadora do Estado Rosalba Ciarlini e pelo então Secretário Estadual de Saúde Domício Arruda, em processo administrativo manipulado, construído para o favorecimento de referida Associação com prejuízo ao Estado, à saúde pública e à população.

O Procurador-Geral de Justiça Rinaldo Reis concede entrevista coletiva à imprensa logo mais às 14h30 na sede da PGJ, em Candelária, para repassar aos jornalistas destalhes da ação.



Divipoe apreende 15 quilos de maconha em Mossoró

Portal B.O – A Divisão de Policia do Oeste (Divpoe) realizou a apreensão de aproximadamente 15 quilos de maconha, nesta segunda-feira (14), durante uma operação realizada na cidade de Mossoró. O flagrante foi feito na rua Calistrato, no bairro Barrocas. De acordo com a polícia, a droga estava prensada e também foi apreendida balança de precisão.

A operação foi comandada pelo delegado Renato Oliveira, após os agentes terem investigado o comércio de drogas naquela localidade nos últimos dias. A polícia já sabia que o ponto era usado como boca de fumo, mas estava esperando o carregamento maior da droga para poder realizar o flagrante.

Quando os policiais foram fazer a abordagem, um homem que estava na casa conseguiu fugir, mas uma adolescente de 16 anos, que seria namorada dele, acabou sendo detida. Ela foi encaminhada para a Delegacia do Adolescente Infrator e a droga deverá ficar sob responsabilidade da Delegacia de Narcóticos, que passará a investigar o caso.

droga apreendida pela Divipoe - (FOTO: Marcelino Neto de O Câmera)



Mossoroenses terão Copa em HD pela Band

A Bandeirantes Natal vai proporcionar uma Copa diferente aos Mossoroenses. A partir de junho, mês que começa a competição, a televisão vai transmitir toda programação com imagens em HD (High Definition).

A Band é a primeira emissora comercial a funcionar em alta definição em Mossoró. Os equipamentos que vão permitir essa evolução na qualidade da imagem, já estão sendo instalados na cidade e o projeto deve ser concluído até maio.

Pelo canal 24, os mossoroenses poderão assistir diariamente às 15 horas de cobertura da Copa do Mundo 2014 e acompanhar os mais de 1000 profissionais envolvidos na transmissão dos jogos.



Acusados da morte de cinegrafista em Mossoró estão na cadeia; veja vídeo

Edinaldo Moreno do Jornal De Fato – Os acusados da morte do cinegrafista José Lacerda da Silva já estão presos na Cadeia Pública Manoel Onofre Lopes. Silas Domingo de Oliveira, 25 anos (foto), e Silanei Domingo da Silva Oliveira, 19 anos, foram presos nesta quinta-feira, 20, por volta das 16h.

Os dois tiveram prisão temporárias (30 dias) decretadas pelo juiz Pedro Caldas Neto, com o parecer positivo do promotor de Justiça Armando Lúcio Ribeiro. O pedido de prisão temporária foi feito pelo delegado Clayton Pinho, da Delegacia de Homicídios.

Os dois irmãos confessaram o crime a Polícia. Em entrevista coletiva realizada na tarde desta quinta, o delegado Clayton Pinho divulgou detalhes da morte de Lacerda. Quem atirou em Lacerda foi Silas Domingo e Silanei Domingo é considerado cúmplice do assassinato do cinegrafista que comoveu toda população mossoroense.

O motivo da morte do cinegrafista foi uma discussão com Silas Domingos no último domingo, 16. Eles estavam retornando de um bar, onde os dois irmãos, Lacerda e mais duas pessoas estavam no carro, mas que não tiveram as identidades reveladas pela polícia.

O cinegrafista terminou assassinado por ter pedido ao Silas Domingos para dirigir devagar, sem fazer zig zag. Por esta razão os dois começaram a discutir, terminado com Silas espancando Lacerda e depois atirando três vezes.

Veja o vídeo



Cinegrafista da TCM foi assassinado em tentativa de assalto na cidade de Mossoró

J Lacerda foi atingido por disparos efetuados por assaltantes em Mossoró - (FOTO: Jornal De Fato)

Cézar Alves do Jornal De Fato – O cinegrafista José Lacerda, irmão do jornalista Aurivan Lacerda (SBT-Tocantins) e do radialista J. Grandão (Luis Gomes/RN), foi morto a tiros supostamente por assaltantea no início da noite deste domingo, 16, em frente ao um supermercado da Avenida Alberto Maranhão, no bairro Belo Horizonte, zona Sul de Mossoró.

As primeiras testemunhas contam que o assaltante chegou e pediu o carro. Lacerda teria entregue as chaves, porém terminou reconhecido e alvejado duas vezes. Também existe a versão de que dois homens num carro de cor escura se aproximaram dele e abriram fogo.

A vítima foi socorrida pelo SAMU para o Hospital Regional Tarcísio Maia, aonde já chegou sem vida e foi levado direto para a cripta. A identificação só aconteceu por volta das 21h30, com a localização da esposa da vítima, que foi ao hospital reconhecer o corpo.

Neste momento (23h), o fato está sendo comunicado a Policia Civil, para que seja requisitado a remoção do corpo para exames no Instituto Técnico-científico de Policia (ITEP). Em seguida, será feita a liberação para velório e sepultamento.

O De Fato.com ainda conseguiu contato com o Aurivan Lacerda, no Tocantins (TO), para saber detalhes do velório e sepultamento. A mulher de Lacerda está muito abalada com os filhos em casa. Lacerda não tem famíliares em Mossoró. Ele é natural de Luis Gomes, no Alto Oeste.

O caso, por ter elementos que indicam assalto seguido de morte, possivelmente será investigado pelos policiais da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR). O levantamento inicial do crime está sendo feito pelo delegado Roberto Moura, do Plantão.

Lacerda deixa mulher e sete filhos.



Mossoró: Justiça condena vereadores e ex-vereadores por improbidade

O Juiz de Direito da Vara da Fazenda Pública de Mossoró, Airton Pinheiro, condenou vereadores e ex-vereadores do município de Mossoró por atos de improbidade administrativa. A ação civil de improbidade administrativa n° 0600482-25.2009.8.20.0106 foi movida pelas Promotorias de Justiça do Patrimônio Público da Comarca.

Os parlamentares e ex-parlamentares terão a suspensão de direitos políticos por prazos de oito a 10 anos. Também estão proibidos de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente – ainda que seja por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário – por períodos que vão de cinco a 10 anos. Além disso, ainda terão que pagar multa civil e ressarcir o Erário Municipal. Dois demandados, em específico, foram condenados apenas ao ressarcimento de valores aos cofres públicos.

As multas individuais variam entre R$ 46.647,99 e R$ 70.540,42. Já os montantes que devem ser devolvidos aos cofres públicos, também de forma individual, ficaram entre R$ 8.569,19 e R$ 35.270,21. O Magistrado ainda estipulou que a quantia de R$ 238.136,99 deve ser ressarcida ao Erário Mossoroense em caráter solidário pelos demandados.

Na ação civil pública de improbidade administrativa o Ministério Público Estadual alegou que os vereadores e ex-vereadores cometeram atos tipificados nos artigos 9º, incisos I e XI; 10º, incisos I, IX, XI e XII; e 11º, inciso I da Lei de Improbidade.

Entre 2005 e 2007 teria ocorrido um esquema de apropriação indevida de recursos públicos no âmbito da Câmara Municipal de Mossoró. Segundo o Ministério Público, o esquema – que teria sido fruto de um acordo entre o presidente da Câmara e os demais requeridos (estes vereadores de Mossoró à época dos fatos) visando a reeleição para o cargo de presidente da Casa Legislativa – funcionava através da contratação de empréstimos consignados por parte dos vereadores junto à Caixa Econômica Federal.

Na ação, o Ministério Público Estadual comprova que estes empréstimos eram pagos pela Câmara Municipal, embora não fossem descontados das remunerações dos vereadores requeridos, de maneira a permitir que os réus aumentassem suas rendas às custas do Erário de Mossoró.

Na sentença o Juiz de Direito Airton Pinheiro afirma que “indubitavelmente, o caso versado nos autos consistiu em um engendrado atentado à integridade do dinheiro público, no qual se fez uso, inclusive, do expediente da contratação dos empréstimos consignados como um meio de ‘maquiagem contábil’, a fim de travestir a apropriação dos recursos da Câmara Municipal por parte dos demandados acima mencionados”.

Confira o processo em link para o SAJ do Tribunal de Justiça.



MPF denuncia quatro envolvidos na morte de agente penitenciário em Mossoró

O Ministério Público Federal (MPF) em Mossoró denunciou Expedito Luís de Carvalho, o “Luizinho”; Emerson Ricardo Cândido de Moraes, o “Magão”; Lucieldson Soares da Silva, conhecido como “Pirrola”; e Antônio Vieira Ribeiro Júnior, o “Juninho Queimado”, pelo assassinato do agente penitenciário federal Lucas Barbosa Costa, ocorrido em 17 de dezembro de 2012, em Mossoró.

O MPF pede a condenação dos quatro por homicídio qualificado (artigo 121, § 2º, incisos II, III e IV, Código Penal Brasileiro), ocultação de cadáver (art. 211) e associação criminosa (art. 288). A denúncia considera que o crime foi cometido por motivo fútil, de forma cruel e mediante meio que dificultou a defesa da vítima, logo após o terem identificado como agente penitenciário federal.

As investigações apontaram que, no dia do assassinato, por volta das 19h, o grupo estava realizando assaltos a residências no bairro do Alto de São Manoel, quando abordaram e dominaram a vítima no momento em que Lucas Barbosa se aproximava de sua casa. Os criminosos identificaram o agente e decidiram, então, matá-lo.

Parte da quadrilha entrou no carro da vítima e seguiu em direção à estrada da Raiz, enquanto o restante acompanhava o trajeto em outro veículo. Ao chegar ao destino, eles vestiram o uniforme de agente penitenciário na vítima e amarraram Lucas Barbosa. Os denunciados atiraram pelo menos 14 vezes contra a vítima, utilizando-se de ao menos três armas, calibres .38 e .40.

De acordo com o inquérito policial, os quatro integram uma quadrilha ainda maior e respondem por diversos crimes, sendo “bandidos conhecidos na cidade de Mossoró”. Logo após assassinarem o agente penitenciário, eles esconderam o cadáver no mato e colocaram fogo no veículo da vítima.

Durante a ação, “Luizinho” colocou seu chip no celular de Lucas Barbosa e efetuou diversas ligações para os demais membros da quadrilha, como forma de se comunicar diretamente do carro do agente com o outro automóvel utilizado na fuga.

Nesse cenário, avulta que a intenção dos réus, após descobrirem que a vítima era um Agente Penitenciário Federal, foi a de por fim à vida de Lucas Barbosa Costa, uma vez que este não fez um único disparo sequer e nem reagiu à suposta tentativa de assalto, enquanto os réus efetuaram mais de 14 tiros, todos eles certeiros e a maioria em regiões vitais, como tórax e cabeça”, descreve a denúncia do MPF.

A ação irá tramitar na 8ª Vara Federal, em Mossoró, sob o número 0001882-81.2013.4.05.8401.



Ossada humana encontrada em Mossoró pode ser de adolescente natural de Currais Novos

Um caçador encontrou no final da tarde desta quinta-feira, (26), uma ossada humana que pode ser do adolescente, identificado com Pablo Eduardo da Silva Lima, de 16 anos, natural da cidade de Currais Novos/RN.

Ao lado da ossada foram encontrados ainda, vários objetos como carteira de identidade e dois papelotes com fotos 3×4 de um adolescente. Os policiais e peritos do ITEP que estiveram no local não puderam afirmar se os documentos e as fotos encontradas são da pessoa ali encontrada morta.

Pelo estado de esqueletização apresentado, é possível que o corpo tenha sido deixado no local há pelo menos 30 dias. Não foi possível identificar sinais de violência nos ossos.

Todo o material encontrado estavam se desintegrando e os ossos espalhados em uma área de aproximadamente 15 metros.

Fotos: Marcelino Neto (O Câmera)



Voltar ao topo