Policiais civis da cidade de Goianinha deflagraram na manhã desta sexta-feira (28) a Operação “Gás Legal”. A ação teve por objetivo combater a venda ilegal de gás de cozinha e culminou com a prisão de Renério Pereira da Silva e a apreensão de grande quantidade de botijões de gás que estavam sendo vendidos de forma clandestina, sem preencher os requisitos mínimos de segurança estabelecidos pela Agência Nacional de Petróleo – ANP.

Botijões apreendidos pela Polícia

A Polícia Civil estava investigando a venda ilegal de gás de Cozinha em Goianinha há aproximadamente 45 dias. Anteriormente, a Polícia Civil já havia realizado uma reunião com os comerciantes. Na ocasião, os donos dos estabelecimentos foram orientados para que se adequassem às normas da legislação vigente de comercialização de gás e informados de que a venda ilegal do produto é conduta tipificada como crime contra ordem econômica, previsto no art. 1°, I da Lei 8.176/99. “O estabelecimento autuado no hoje, desprezou o alerta da polícia, acreditando que continuaria vendendo de forma ilegal, expondo a vida das pessoas que manipulavam os botijões e os consumidores, pois não se sabe a real procedência do produto, além do perigo gerado para vizinhança, pois os botijões estavam sendo acondicionados de forma absolutamente inadequada, gerando risco iminente de uma grande explosão”, afirmou o Delegado Wellington Guedes Segundo.

Durante a operação, os policiais da delegacia de Goianinha realizaram uma campana próximo ao estabelecimento onde estava sendo comercializado ilegalmente o gás de cozinha e aguardaram o exato momento em que um popular comprou um botijão, confirmando a venda ilegal. “Após a efetiva constatação, abordamos o indivíduo e foi dado voz de prisão. Não houve resistência à prisão por parte do comerciante que foi encaminhado para delegacia onde será autuado em flagrante delito, pela prática de crime contra ordem econômica”, disse o Chefe de Investigação Izaltino Neto.