Creozivaldo Maia, (Pirráia), e Josivan Araújo (Filé)

Os dois envolvidos na morte de Amaro da Silva Lopes foram presos nesta quinta-feira, 18 de agosto, por força de mandados de prisão preventiva expedidos pelo juiz Luiz Cândido de Andrade Villaça.

O primeiro a ser detido foi Creozivaldo Maia, (Pirráia), 18 anos, residente na Rua Manoel Avelino da Silva, n° 09, Bairro Walfredo Gurgel. Hoje, à tarde, ele estava na companhia de outros três homens em um veículo Gol de cor prata e em atitude suspeita no Bairro Frei Damião. A Polícia Militar foi acionada e em diligência os localizou no centro de Caicó. Conduzidos à delegacia, somente Pirráia, ficou detido por causa do mandado. Os outros foram liberados.

A prisão de Josivan Araújo da Silva, (Filé), 19 anos, residente na Rua Luzia Maria do Nascimento, Bairro João Paulo II, aconteceu no Bairro Walfredo Gurgel, por volta das 19 horas e 30 minutos. Uma guarnição da PM de posse de informações repassadas pelo serviço de inteligência da Polícia Civil, se deslocou ao local e conseguiu prendê-lo.

O crime cometido contra Amaro da Silva Lopes aconteceu por volta das 19 horas do dia 04 de agosto, no local chamado de corredor, próximo ao Bairro Frei Damião, onde morava a vítima que tinha uma rixa antiga com os acusados. No momento do fato, duas pessoas em uma moto se aproximaram de Amaro, e efetuaram disparos de arma de fogo lhe tirando a vida.

Com relação à Josivan, ele se apresentou dias depois do crime na delegacia de polícia acompanhado de advogado e ficou em liberdade, mas, o juiz da Vara Criminal entendeu que ele deveria ficar preso por causa das denúncias de que estaria rondando o bairro onde morava a vítima na tentativa de intimidar os familiares, ou até praticar outro delito.