O corpo da jovem foi necropsiado e liberado para sepultamento - FOTOS: Domício Filho/Catolé News

O site www.catolenews.com.br está informando que a jovem, Maria Tatiana Gonçalves Maciel, 30 anos, garota de programa, natural de São João do Rio do Peixe (PB), que residia atualmente em Catolé do Rocha, foi assassinada a golpes de faca peixeira. O autor do homicídio foi o senhor Antônio Bernardo de Lima, 72 anos, vaqueiro, natural de Catolé do Rocha, e residente na cidade Rio Verde (GO).

O fato aconteceu por volta das 13hs, de sábado, 05 de novembro, em um bar, localizado a Rua Eduardo Nunes, no Bairro Tancredo Neves.

O autor do homicídio tentou se evadir do local, mas foi preso numa Rua próxima ao referido bar, numa ação isolada do soldado Edivan Liberalino Costa, da polícia militar do Rio Grand do Norte.

Entenda o caso

Segundo informações do acusado, ele teria ido ao bar, na sexta-feira (04), a convite de uma amiga (não quis revelar o nome), com o objetivo de realizar um programa com uma prostituta. Foi quando conheceu Tatiana, (a vítima), que lhe pedido a quantia de R$ 5,00, e o mesmo deu o dinheiro.

A garota pediu mais dinheiro, e ele se negou a dar, daí ela começou a lhe xingar, dizendo que ali não era canto de liso, o chamando de “velho miséria”.

Antônio tinha mais dinheiro, mas disse pra Tatiana que não lhe dava mais nenhuma quantia e que ela lhe respeitasse. Ouve uma discussão momentânea, quando a Tatiana atirou uma pedra na cabeça do vaqueiro, que posteriormente veio a criar um hematoma por trás da orelha.

A viatura da Polícia Militar foi chamada ao local e resolveu momentaneamente a pendenga, mas não levou os dois brigões para serem ouvidos.

No sábado (05), pela manhã, o Antônio Bernardo de Lima se dirigiu até a 8ª Superintendia de Polícia Civil, para prestar queixa, mas não soube informar quem era a dita mulher que lhe agrediu no dia anterior.

Já por volta das 13hs, Antônio Bernardo voltou ao barzinho, local da confusão, e quando se dirigia ao banheiro do estabelecimento, a mesma jovem da discussão ao avistá-lo, perguntou-lhe o que ele estaria fazendo novamente naquele bar. Após uma nova discussão entre ambos, a garota de programa teria novamente agredido o vaqueiro, com uma garrafada na altura do olho esquerdo, abrindo um corte no supercílio de seu Antônio. Daí o acusado, fazendo uso de uma faca peixeira, a golpeou com uma perfuração em cima do peito esquerdo, e mais duas no antebraço esquerdo. A vítima tentava se defender.

Após a prática do crime, o acusado tentou fugir do local, mais foi surpreendido por um Policial Militar do Rio Grande do Norte, soldado Edivan Liberalino Costa, que prendeu o assassino.

A unidade do SAMU foi chamada para conduzir o acusado até o Hospital Dr. Américo Maia de Vasconcelos, sob custódia policial, e depois de realizado curativos, ele foi recambiado para a 8ª Delegacia de Policial Civil para os procedimentos de praxe.