Policiais aguardando transferência de presos - FOTO: Aldair Dantas/Tribuna do Norte

Como o Blog anunciou há alguns dias, a coordenação do Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte, tinha conseguido vagas no presídio Federal de Mossoró e vários presos seriam transferidos, entre eles o Jackson Bombado que estava preso no Presídio de Caicó.

Na manhã deste sábado, 17 de setembro, SESED divulgou os nomes dos 16 presos transferidos na noite desta sexta-feira, 16, do presídio de Alcaçuz para a penitenciária federal de Mossoró.

Esse grupo é apontado como líder da rebelião ocorrida na unidade prisional na última quarta-feira (14).

Segue a lista dos presos transferidos:

Lázaro Luiz de França – preso por homicídio ocorrido no dia 02 de abril de 2007, quando matou a tiros o desempregado Gilmar Moura da Silva. O crime aconteceu no Bom Pastor em Natal, em decorrência da vingança pela morte de dois primos de Lázaro. Além disso, ele é extremamente perigoso, com passagem pela polícia por assalto.

Marcio de Souza Vitor – preso no dia 23 de julho durante a Operação Paulicéia da Polícia Federal na região metropolitana de Natal. A polícia conseguiu prender quatro homens e com eles foram apreendidos três armas e 26,4 quilos de crack. O grupo mantinha um laboratório para transformar a pasta-base de cocaína em crack.

Edson Gonçalves de Macedo – Loprão – preso em agosto de 2009, na Operação Boqueirão na cidade de Parelhas/RN, de combate ao tráfico de drogas. Meses depois ele foi identificado como participe de um esquema de venda de entorpecentes mesmo dentro do presídio de Caicó. Foi deflagrada outra operação e ele foi flagranteado novamente.

Carpinely Silva Lourenço – No dia 09 de julho de 2010, foram presos Rosilene Santino da Silva e Carpinely Silva Lourenço. Com eles a polícia apreendeu três aparelhos de DVD, um Pálio com placas de Caicó, R$ 1.428 em espécie, um revólver calibre 38, uma máquina fotográfica, seis aparelhos de celular e cerca de 100 gramas de crack. Eles foram presos durante a investigação que prendeu ainda naquele mesmo mês, várias outras pessoas de Caicó.

Alexandre Teodósio da Silva Pessoa - segundo a direção da penitenciária estadual de Alcaçuz, em Nisía Floresta, foi o responsável pela morte de André Pereira dos Santos, preso assassinado no dia 21 de abril de 2010 dentro da cela 01, do pavilhão 1 do presídio. Alexandro, que já cumpria pena por homicídio, teria confessado a autoria do crime.

Severino dos Ramos Feliciano Simão – preso acusado de assalto, inclusive no dia 13 de fevereiro de 2010, deu entrada no Presídio Federal de Mossoró, oriundo da cidade de Fortaleza/CE.

João Maria da Silva Oliveira – em 2008, foi transferido junto com outros presos para o presídio Federal de Campo Grande/MS.

Vandeilson Xavier de Araújo – Natural de Caicó, onde inclusive responde por homicídio. Ele foi preso em outubro de 2008, juntamente com sua quadrilha. Com eles foram apreendidos R$ 1,9 mil em dinheiro, cinco revólveres e uma pistola 9 mm e uma espingarda 12, além de munições, jóias, celulares e um uniforme e colete da PM, que pertenceria ao cabo Miranda, assassinado em 2007 em São Gonçalo do Amarante.

Márcio César Corsino Freire – preso em fevereiro de 2010, por receptação em Santa Cruz/RN. Ele, inclusive, já possuía mandado de prisão em aberto por assalto, em Mossoró.

Nerivan Rodrigues de Medeiros – em dezembro de 2008, a Polícia Civil divulgou a prisão do homem apontado como um dos traficantes mais procurados de Natal, o “Nelri”. Ele era procurado e tinha mandado de prisão. Nelri era chefe de uma quadrilha que atuava no bairro das Rocas, em Natal.

Alexandre Thiago Silva da Costa – “Xandinho”, que já esteve no presídio Federal de Catanduvas, no Paraná, é condenado a mais de 100 anos de prisão por diversos crimes cometidos juntamente com a quadrilha que era liderada por José Valdetário Benevides, este morto em confronto com policiais em 2003. Xandinho e seu companheiro, Jackson Jussier Rocha Rodrigues, que já morreu também em confronto com a polícia, foram os primeiros do RN a ocupar vagas em presídios federais do Brasil.

Gilberto Lopes de Moura - conhecido como “Beto da Burra”, de Pernambuco. No mês de agosto de 2006, ele foi preso com mais 3 comparsas na praia de Barreta em Natal, com armas ilegais. Inclusive, quando estavam sendo abordados, Beto, tentou fugir e foi alvejado.

Josenildo Augusto da Silva – Em fevereiro de 2010, ele foi preso com outro comparsa acusados de uma chacina no bairro Gramorezinho em Natal. Com eles foram encontrados um revólver calibre 45, de uso restrito ao Exército, e uma pistola ponto 40, que só pode ser usada por forças policiais.

Francisco Jackson de Oliveira Lucena – o “Jackson Bombado” matou o ex-PM Roberto Moura do Nascimento, o Bebeto, dento do presídio de Alcaçuz no dia 24 de abril deste ano, com tiros de arma de fogo. Ele esteve por um tempo preso em Caicó, e recentemente tinha sido transferido de volta para Alcaçuz.

Bruno da Silva Reis foi preso em setembro de 2009, pela Polícia Rodoviária Federal juntamente com um adolescente de 17 anos, do estado do Ceará. Com eles foram encontrados 2kg de cocaína, 9kg de maconha.

Elias Ferreira de França

Com informações de Fred Carvalho da Tribuna do Norte